Rei Charles 3º não terá que pagar imposto de mais de R$ 3 bi

O rei Charles 3º não terá que pagar imposto de herança sobre a propriedade do Ducado de Lancaster, que ele herdou da rainha Elizabeth 2ª, morta na quinta-feira (8). Segundo o site Business Insider, o monarca recebe automaticamente a propriedade devido a uma regra que permite a transferência de ativos de um soberano para outro.

Para assumir a posse da herança, o novo rei não terá que pagar um imposto que sairia no valor de mais de US$ 750 milhões (cerca de R$ 3,8 bilhões) devido a uma regra introduzida pelo governo do Reino Unido em 1993 para evitar que os bens da família real sejam liquidados caso dois monarcas morram em um curto período de tempo.

A cláusula define que os membros da família real não precisam pagar uma taxa de 40% sobre propriedades avaliadas em mais de 325 mil libras esterlinas. A provisão foi exercida pela primeira vez em 2002, quando mãe da rainha Elizabeth 2º morreu e passou bens no valor de cerca de US$ 80 milhões para ela, que incluía uma coleção de ovos Fabergé.

O Ducado de Lancaster custodia milhares de hectares na Inglaterra e Gales, incluindo desenvolvimentos urbanísticos chave, edifícios históricos, terrenos agrícolas, áreas de naturais e uma carteira de investimentos financeiros. Ele é a principal fonte de renda do monarca e gerou receita de 24 milhões de libras esterlinas (cerca de R$ 143,35 milhões) no ano passado.

Já o Ducado da Cornulha, que pertencia a Charles anteriormente, passa para o príncipe William. A propriedade foi avaliada em mais de US$ 1 bilhão, cerca de R$ 5 bilhões.

Fonte: UOL

Galeria de Imagens
Outras Notícias
Denúncia espontânea não se aplica em caso de compensação, decide Carf
Carf afasta PIS sobre correção de provisão técnica de sociedade de capitalização
Portaria sobre compensação tributária deve gerar judicialização, dizem advogados
STF decide que crédito presumido de IPI a exportadoras não integra o PIS/Cofins
Receita Federal regulamenta a ''Autorregularização Incentivada de Tributos'' para contribuintes com débitos fiscais
Os detalhes da MP que limita compensação tributária e reonera a folha
Entra em vigor lei que altera regras de tributação de incentivos fiscais
Ministério da Fazenda anuncia medidas que asseguram a sustentabilidade fiscal
Lula sanciona com veto lei complementar que faz alterações na Lei Kandir
MP de reoneração da folha de salários prevê alíquota cheia a partir de 2028
Justiça Federal condena dois empresários do ramo frigorífico a penas de quatro anos por sonegação fiscal
Crédito presumido de IPI no PIS/Cofins: vence posição próxima à 'tese do século'
Após votação histórica, Congresso promulga a Reforma Tributária. Veja o que muda nos impostos
RFB regulamenta regularização de créditos tributários decorrentes de decisões em favor da Fazenda Nacional com base no voto de qualidade no CARF
Repetitivo vai decidir sobre legalidade da inclusão de PIS e Cofins na base de cálculo do ICMS
STJ decide que PLR de diretor não pode ser abatida do IRPJ e da CSLL
Fazenda ainda luta por manutenção de vetos à multa qualificada e garantias
Câmara aprova medida provisória da tributação dos incentivos fiscais
Novas restrições ao uso de prejuízo fiscal e base de cálculo negativa na transação
Sancionada lei com nova tributação para fundos de investimentos e offshores
ICMS-ST também não compõe a base de cálculo de PIS e Cofins, decide STJ